Em primeiro lugar, é importante considerar que as mamães e seus bebês passarão boa parte do tempo no quarto das crianças, logo, a iluminação deve contribuir para criar um ambiente acolhedor e funcional.

Antes de conversarmos sobre os efeitos da luz artificial, devemos citar a grande contribuição da iluminação natural, e cuidar para que as duas se harmonizam. Investir em um bom projeto de iluminação para os finais de tarde e noite, bem como boas cortinas para controlar a luminosidade natural durante o dia, são pontos fundamentais.

Falando sobre a luz artificial, vale lembrar que os bebês passam a maior parte do tempo com os olhos voltados para o teto, seja no colo da mãe ou berço. Podemos tomar partido dessa condição natural e criar pontos atrativos no forro, como por exemplo: o efeito céu estrelado (com fibra ótica) ou um pendente divertido, conforme o tema de decoração do ambiente.

Para evitar excessos ou falta de luz no ambiente, é importante o uso de fontes de iluminação mistas que poderão ser usadas em conjunto ou separadas. Garantimos assim, uma luz adequada para diferentes momentos, tanto para os bebês quanto para as mamães. Podemos deixar, por exemplo, uma luz suave durante toda a noite, e acionar outra fonte para as tarefas que necessitam de mais iluminação.

💡 Aposte em Luminárias Versáteis

As necessidades das crianças mudam constantemente, e o quarto delas deve ser preparado para acompanhar as mudanças. Para evitar a troca constante de luminárias e ajustes na parte elétrica, o ideal é investir em peças que poderão acompanhar suas necessidades ao longo do tempo.

Dê preferência à interruptores com ajuste de intensidade (dimmer), para maior controle da luz e economia de energia. Vale lembrar que as lâmpadas devem ser compatíveis com o sistema. Há também tecnologias de automação mais sofisticadas que oferecem configurações dos cenários de luz com um simples toque no celular.

👶 Cor e Intensidade da Luz💡

Os olhos das crianças são muito sensíveis, e fontes de luz muito fortes devem ser evitadas. Dê preferência pela iluminação indireta, com uma luz mais suave, muito confortável para os olhos dos bebês. Opte pela luz mais amarelada, que proporciona uma sensação de relaxamento e conforto. Fontes de luz brancas (luz fria) estimulam a concentração e poderão interferir no sono dos bebês. Com o tempo, é natural os bebês compreenderem que a luz mais intensa indica que é dia, e uma luz mais suave, noite, hora do soninho bom!

Para a iluminação geral, use fontes de luz difusas ou indiretas para não provocar o ofuscamento, e prefira as direcionáveis para o trocador e poltrona de amamentação que mantém uma boa luz no plano de atividade, e longe dos olhos.

É fundamental no projeto de iluminação a avaliação técnica da quantidade, tipo, temperatura de cor, e a intensidade de luz das luminárias, bem como, um estudo detalhado do posicionamento das fontes de luz, sempre obedecendo as características do ambiente e as necessidades das mamães e seus filhos.

DICAS IMPORTANTES

Dê preferência às luminárias e lâmpadas LED que além de mais ecônomicas não aquecem os ambientes.

Um simples abajur com sua luz suave auxiliam muito, em especial, no meio da noite, quando a mamãe precisa olhar o seu bebê, sem a preocupação de acordá-lo.

Arandelas com luz indireta (UpLight) nas laterais do berço, valorizam a decoração e criam efeitos de luz incríveis.

Rebaixos no forro possibilitam o uso de luminárias embutidas e direcionáveis, permitindo melhor distribuições e direcionamento da luz, destacando quadrinhos nas paredes, nichos ou prateleiras.

Painéis decorativos com iluminação indireta e iluminação com perfis de LED em nichos ou sob prateleiras, oferecem uma luz agradável e destacam a marcenaria dos projetos.

Abajures compactos de tomada, são ótimas opções para luz de balizamento noturno.

Na fase que os bebês começam a engatinhar, ganhando autonomia na exploração do seu espaço, retire do ambientes luminárias de piso, arandelas e abajures de mesa para evitar acidentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *